Top
ALIMENTOS QUE TURBINAM A MEMÓRIA - Clínica Viva Melhor
4128
post-template-default,single,single-post,postid-4128,single-format-standard,mkdf-bmi-calculator-1.0,mkd-core-1.1,wellspring-ver-1.4,mkdf-smooth-page-transitions,mkdf-ajax,mkdf-grid-1300,mkdf-blog-installed,mkdf-header-standard,mkdf-sticky-header-on-scroll-up,mkdf-default-mobile-header,mkdf-sticky-up-mobile-header,mkdf-dropdown-default,mkdf-header-style-on-scroll,wpb-js-composer js-comp-ver-6.0.3,vc_responsive

ALIMENTOS QUE TURBINAM A MEMÓRIA

alimentos-turbinar-memoria

ALIMENTOS QUE TURBINAM A MEMÓRIA

Você tem memória de elefante? Quem conhece essa expressão sabe que se trata de um elogio. Significa que a pessoa em questão tem boa memória, é capaz de guardar informações bem específicas e não costuma ter aqueles “brancos” – quando o que precisamos simplesmente some das nossas lembranças.

Alguns alimentos são fontes de nutrientes importantes para a função cerebral por apresentarem ação neuroprotetora. Dessa forma, podem contribuir para a melhora cognitiva e da memória. Os principais nutrientes para essa tarefa são o ômega-3, colina, flavonoides e vitaminas no complexo B.

Para ter um cérebro campeão, pode apostar em ostras, carnes, gérmen de trigo, grãos integrais e castanhas, que são ricos em zinco, substância que atua na formação de novos neurônios, sendo essencial para a estrutura cerebral. Outra pedida são as fontes de selênio, como castanha-do-pará, cogumelo, frutos do mar, cereais, repolho, brócolis e couve-flor. Com o envelhecimento, o aumento na produção de radicais livres compromete o sistema cognitivo, afetando a memória, e o selênio é um poderoso antioxidante que combate esses radicais livres.

Também são superalimentos para o raciocínio e a concentração aqueles que possuem ácido docosahexaenoico (DHA), um tipo de ômega-3 associado ao desenvolvimento do sistema nervoso central. Nesse grupo estão os peixes de água fria, como salmão, sardinha, atum e arenque.

E não podemos nos esquecer, literalmente, das frutas! A fisetina é um flavonoide encontrado no morango, uva, kiwi e tomate. Ela pode estimular os mecanismos cerebrais que aperfeiçoam a memória por impulsionar o amadurecimento das células do sistema nervoso.

Quem busca alternativas mais práticas para turbinar a concentração pode, ainda, apostar nos chás. O chá verde aumenta a conectividade entre as regiões do cérebro, estimula o fluxo sanguíneo cerebral e podem induzir a formação de novos neurônios.

 

Nutrigenética

Nenhum Comentário

Comentar